Marcadores

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Saia do Barco!


Texto base: Mateus 14.22-33

É muito importante sabermos discernir a vontade de Deus para a nossa vida. Sabemos que há um tempo de Deus para todas as coisas(Ec 3.1-14). Portanto, o propósito deste artigo é justamente levar o leitor a refletir e entender o tempo e comandos de Deus para as diversas esferas da vida seja ministerial, profissional, negócios, etc.
O texto em análise nos mostra dois momentos distintos: Num primeiro momento, Jesus ordena aos discípulos que entrassem no barco, logo depois são fustigados por uma grande tempestade, mas o Senhor vem ao encontro dos mesmos, uma vez que estavam debaixo da obediência à sua palavra. Sempre que nos movemos debaixo da palavra do Senhor, Ele  tem o compromisso de nos honrar.
No segundo momento, o que mais nos chama a atenção é o fato do Senhor autorizar a  Pedro que saia(Mt 14.29), ou seja, tinha chegado o momento de deixá-lo. Esta é a idéia central da nossa reflexão.
Há momentos que o Senhor nos chama para deixar o barco, reflita nisto. O barco muitas vezes pode representar algo transitório que Deus proveu para momentos específicos da nossa trajetória, um emprego, uma casa etc., mas se quisermos experimentar o novo de Deus para nossas vidas temos que ter o desapego e a coragem de sair da zona de conforto, representada pelo barco. Viver uma nova dimensão com Deus requer renúncias, que muitas vezes doem, mas se não as fizermos certamente perderemos o novo que Deus tem para a vida de cada um de nós.
O novo sempre nos assusta, mas é preciso estar aberto para o novo de Deus em nossas vidas, pois o nosso Deus nunca se repete, Ele é o Deus que faz coisas novas. Talvez, muitos podem pensar que Pedro foi fraco, medroso, etc pois começou a afundar. Todavia, olhando por um prisma diferente, podemos ver que realmente ele começou a afundar, mas foi único, dentre todos os discípulos, que realmente pode dizer que andou sobre as águas! Os demais, sequer tentaram, limitaram-se a meros expectadores do sobrenatural de Deus. 
Desta forma, podemos observar que quando nos abrimos para o novo obviamente nos expomos a situações desafiadoras e desconhecidas, mas também podemos ter a segurança com base na palavra de Deus que da mesma forma como o Senhor em momento algum desamparou a Pedro, pois estendeu a sua mão para sustentá-lo em meio a sua crise de fé! Aleluia! Também cuidará de nós!
 Logo, diante do novo podemos até correr o risco real de fracassarmos, mas nestes momentos podemos sempre contar com o auxílio e conforto do Senhor que alegra em ver os nossos esforços em caminhar sobre as águas! Lembremos sempre: é melhor errar tentando acertar, do que nunca tentar por medo de errar!
Aqueles que preferem a segurança do barco jamais andarão sobre as águas!Pensemos nisto!

Nenhum comentário:

Postar um comentário