Marcadores

domingo, 4 de dezembro de 2011

VIVENDO ACIMA DO NÍVEL DO MAR








Texto base: Mateus 18.10-22




                        A Palavra de Deus nos informa no texto em destaque que Jesus veio ao encontro dos discípulos andando sobre as águas do mar. Este andar de Cristo sobre as águas nos fala da autoridade do Senhor sobre as forças da natureza, mas também nos fala da autoridade espiritual sobre os espíritos imundos, sobre o pecado e sobre as enfermidades, ou seja, nos mostra um Cristo que reina, soberano sobre todas as coisas.
                       Neste texto Jesus trouxe socorro em meio à tempestade, mas também trouxe uma lição de autoridade aos seus discípulos. No momento que Ele veio andando sobre as águas queria transmitir justamente uma lição de autoridade aos seus seguidores, o que parece ter sido num primeiro momento captado pelo apóstolo Pedro. Parece-nos que era justamente esta a intenção do Senhor fomentar no coração dos seus discípulos o interesse acerca da autoridade delegada – representada sobre o andar sobre águas, se Ele pôde significa que aos discípulos também estava aberta esta possibilidade, uma vez que Ele delegou aos mesmos da sua autoridade, o que foi comprovado através da iniciativa de Pedro.
                      Ao ler este texto o Espírito Santo gerou em meu coração o título desta mensagem , pois creio que temos que procurar nos equilibrar acima do nível do mar, ou seja, tudo aquilo que este mar representa: pecado, problemas, espíritos imundos, enfermidades etc. Jesus propõe justamente o desafio de caminharmos por fé e não por vista. Se caminhamos numa perspectiva de fé, mediante a Palavra de Deus, temos amplas possibilidades de romper por sobre as águas.  Aquela tempestade foi provocada por satanás e seus enviados, pois a Bíblia nos informa que quando os discípulos chegaram do outro lado havia um homem terrivelmente endemoniado que fora de imediato liberto por Jesus. Foi justamente aqueles demônios que possuíam a vida daquele homem que se anteciparam provocando aquela tempestade numa tentativa frustrada de impedir a sua posterior libertação.
                        Portanto, quando Pedro começava a se mover sobre as águas, literalmente estava pisando sobre os espíritos imundos, sendo justamente esta a perfeita vontade do Senhor para os seus seguidores, conforme está registrado: “Eis que vos dou poder para pisar serpentes e escorpiões, e toda a força do inimigo, e nada vos fará dano algum. (Lc 10:19)”. Podemos dizer também que o tempo todo  aqueles espíritos que estava naquelas águas e  procuravam fazer com que Pedro perdesse a fé, procuravam arrastá-lo para baixo, fazê-lo submergir. Havia um conflito estabelecido os demônios o puxavam para baixo, enquanto o Senhor mediante a sua Palavra liberada o sustentava sobre as águas.
                        Ora, e não é justamente este conflito que vivemos todos os dias da vida. O Senhor nos convida a andarmos sobre águas, mas o inimigo está o tempo todo tentando nos arrastar para baixo, provocando medo, insegurança,  etc.
                        Viver acima do nível do mar trata-se da vontade do Senhor para as nossas vidas, temos que a cada dia adestrar o nosso Espírito e a nossa mente para isto. O Senhor nos deu autoridade sobre as enfermidades, sobre os espíritos imundos, sobre o pecado etc, são questões fundamentais para uma vida vitoriosa do cristão neste tempo presente.
                       Reflitamos com atenção nestas verdades, porque muitas vezes, quando deixamos o nosso coração ser tomado pelo medo, estamos recuando na nossa missão de andarmos sobre as águas; às vezes, os cristãos quando sentem um mal estar qualquer, uma simples dor de cabeça já entram em desespero, esperam sempre o pior, correm para o Hospital, procuram médicos etc, não que procurar o médico esteja errado, mas deveriam confiar mais em Deus, crendo no poder curador de Jesus sobre as enfermidades pela fé, afinal Ele está nos curando o tempo todo.
                        Outras vezes, as pessoas acabam fazendo apologia do poder do inimigo, por exemplo, dizem que o inimigo está furioso com elas, que foram alvejadas por um seta, que foram vítimas de macumba etc. Quando na verdade deveriam dar ênfase ao poder de Deus que é infinitamente superior. Afinal está escrito: “Filhinhos, sois de Deus, e já os tendes vencido; porque maior é o que está em vós do que o que está no mundo.” (1 Jo 4:4)
                     Ainda,  quando o Senhor nos convida a andar sobre as águas Ele não está nos delegando algo impossível, embora desafiador. Mas podemos avançar neste propósito, considerando que Ele delegou da sua autoridade a todos os seus seguidores, bem como, também podemos contar com a sua presença e misericórdia quando momentaneamente falharmos afinal somos humanos. Pedro experimentou desta ajuda extra justamente no momento em que começou a  afundar e neste momento o Senhor estendeu a sua mão para ampará-lo e trazê-lo de volta à tona. Que bom sabermos que podemos contar com o Senhor nos momentos de maior vulnerabilidade.
                        Por fim, estou bastante convicto que é possível sim viver acima do nível do mar entendendo ser esta a vontade do Senhor para todos os seus seguidores. Coloque sua fé em ação e dê os primeiros passos. Creio que este romper é contínuo e progressivo, alcançaremos níveis mais elevados à medida que perseverarmos no crê,  lembrando que tudo é na medida exata da nossa fé.

Nenhum comentário:

Postar um comentário