Marcadores

segunda-feira, 6 de junho de 2016

JÁ TEMOS MUITOS MUROS. NÃO CONSTRUA MAIS UM!









Base Bíblica:
Jo 4.1-39

No texto bíblico em destaque, evidencia-se o Cristo que se digna a derrubar muros e construir pontes entre dois mundos separados pelo preconceito, ódio cultural e religioso. A história confirma que entre os judeus e Samaritanos havia uma rixa histórica, por diversos fatores, cujos detalhes não faz parte do propósito desta reflexão.  A peleia era tão intensa que um Judeu desviava  sua rota quilômetros, se necessário, para não ter que cruzar o território dos Samaritanos. O texto clarifica esta afirmação quando diz: “ os judeus não se davam com os samaritanos...”(Jo 4.9)
No entanto, Jesus surpreende a todos na sua rota de viagem ao afirmar que era “necessário passar por Samaria.”(Jo 4.4) Jesus tinha uma escala obrigatória naquele território. Samaria estava em seus planos. O Senhor mais uma vez mostra o propósito maior da sua vida – derrubar muros e construir pontes. Afinal, Ele veio ao mundo com o propósito máximo de derrubar as muralhas que haviam entre o homem e Deus. E o fez. Construiu uma ponte eterna na cruz, através do seu sangue temos outra vez livre  acesso ao Trono de Deus. O véu do templo se rasgou, o que separava, já não separa mais. Ele  devolveu o livre acesso ao Pai! Jesus vai aonde ninguém está disposto a ir. Jesus ama aqueles que ninguém está disposto a amar.
                Reafirmo que a necessidade de ir a Samaria perpassa a todos nós seguidores do Cristo vivo, não podemos pautar a nossa experiência de vida cristã fazendo acepção de pessoas. Limitando acesso ao evangelho de acordo com as nossas preferências pessoais e conveniências.  Não podemos ser intolerantes, pois o nosso Senhor não o é. Nunca foi. E, ainda, como incremento a tudo isso, Jesus tinha agendado por aquelas terras um encontro para lá de surpreendente. À beira de um poço, identificado como poço de Jacó,  Jesus tem um encontro com uma tal samaritana, cujo diálogo repercute pelos séculos futuros e nos deixaram lições eternas. 
                Jesus esperou por ela. A Bíblia relata que Jesus chegou ao poço antes da mulher. Logo, o mestre teve que esperar por aquela mulher. Imagina o filho de Deus esperando à beira de uma poço por uma pecadora! Aleluias! Mas Ele sempre esperou por nós, afinal, Ele nos amou primeiro! Digo que o Senhor esperava pacientemente por mim e por cada um de nós! Quantos dias e quantas noites o Senhor teve que esperar por mim. Graças a Deus, Ele não desistiu, por isso estou aqui! Que está singela lição possa queimar o teu coração. Se o Senhor esperou por você então espere por alguém, não seja tão intolerante! Muitos estão  a nossa volta não podemos simplesmente virar as costas e ir embora. Espere por alguém, talvez o teu marido, talvez um filho que está nas drogas etc. ESPERE POR ELES!
                O Vazio existencial. Jesus inicia o a conversa buscando um ponto de contato, pede água àquela mulher, o que a surpreende fortemente, pois a inicitiva partia de um judeu, destoando completamente do sentimento dominante à época de intolerância em toda plenitude da palavra. No desenrolar da conversa, Ele acaba revelando aspectos da vida pessoal da samaritana, pois foi casada por cinco vezes e mantinha naquele momento um relacionamento clandestino.(Jo 4.18) Na verdade, aquela mulher tinha um vazio existência terrível, e procurava inultimente preenchê-lo em seus sucessivos e fracassados relacionamentos.  Mas este vazio não era particularidade daquela mulher, mas todo ser humano tem esse vazio, que só o Senhor pode preencher. Ele lhe oferece água viva. Não acusa. Não rejeita. Não discrimina. Mas oferece da sua água, que poderia dessedentar não a sede física, mas a sede espiritual daquela mulher. Ele identificou um vazio existêncial que apenas água viva poderia preencher – o Seu Espírito. Aleluia! Eis a razão de tantos enveredarem por caminhos tão incertos, consequência de uma vida vazia!  Só Jesus pode preencher o vazio dos nossos corações. Ele ainda tem e coloca à  disposição de todo aquele que vir a Ele, a fonte de águas vivas! Aquele que tem sede venha e beba! Aleluia!
                Um vaso restaurado e útil.  Jesus restaurou a sorte daquela mulher. A sua vida verdadeiramente ganha sentido e um novo direcionamento. Aquela mulher antes desprezada e fútil agora se torna um vaso de extrema utilidade nas mãos do Senhor, de forma que através da força do seu testemunho a cidade inteira vem aos pés de Jesus(Jo 4.28). É assim que Deus faz e trabalha até hoje, muitas vezes usa o que não é para confundir o que é. Verdadeiramente, o Senhor costuma surpreender o senso comum e a lógica humana, quando investe em pessoas que outrora era tido como um nada pela sociedade. O nosso Deus é o Senhor dos marginalizados e excluídos!

                Por fim, que não venhamos nos prestar ao desserviço de construir muros. Afinal, o mundo já está cheio deles. Por todos os lados podemos contemplar a existência dos malfadados. A exemplo do mestre, fomos chamados para construir pontes: unir, incluir e amar sem restrições! Lembre-se sempre passar por Samaria para nos seguidores de Jesus Cristo deste século XXI e de todas as épocas não é apenas uma opção, mas necessário! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário